7 checklists para seu final de ano!

Dezembro chega, e com ele muita gente já entrega os pontos, dizendo que o ano já acabou…

Mas nessas 7 checklists eu te mostro como organização é fundamental inclusive nesse momento de final de ano, e como dá sim pra começar AGORA! Nunca é tarde pra ir atrás de nossos objetivos 🙂

Bom, primeira coisa que a gente precisa colocar no papel e arregaçar as mangas pra fazer, são aquelas tarefas básicas de final de ano.

Checklist do que precisamos fazer nesse final de ano

1) Onde vão ser comemoradas as datas festivas? Natal? Ano Novo? Já combina com a família,

2) Programar a viagem de férias (verificar se a família vai viajar, fazer planos),

3) Decidir presentes de todo mundo, para se adiantar nas lojas e não pegar muitas filas

  • Pra isso é legal ver se o pessoal do trabalho vai fazer aquelas brincadeiras de amigo oculto, inimigo oculto ou como vocês gostam de comemorar!
  • O importante é ver se vai ter brincadeira (pense em todo mundo que você QUER e PODE dar presentes e faça uma lista: professores da escola do filho, vizinhos, amigos, familiares, amigo oculto e compre alguns presentes extras e unissex – pra aquela galera que você esquece ou que aparece de última hora pro Natal);

4) Se o Natal for na sua casa: algumas providências precisam ser tomadas, certo?

  • Veja se será necessário algum ajuste ou conserto em casa (às vezes alguma descarga do banheiro ou a torneira da cozinha. Hora de consertar!);
  • Vai mudar um pouquinho a decoração da casa? Não vai pensar em nada imenso que envolva obra porque vai acabar que sua casa não fica pronta até o Natal. Faça coisas menores, que envolvam por exemplo, a troca de uma cortina ou a pintura de uma parede. Dá um charme à mais e outra cara pra sua sala, e fica pronto rápido.

5) Definir como será o Natal: cada um leva uma coisa, uma pessoa será responsável por tudo e depois isso será dividido, chamar uma pessoa para cozinhar ou até mesmo comprar a ceia pronta. São várias opções (mais ou menos estressantes – você decide!);

6) Montar a árvore de Natal! E você já pode até reunir a família pra isso em um pré-natal 😉

  • E nesse momento é hora de tirar todos aqueles enfeites que estavam guardados e avaliar se precisa trocar um pisca-pisca, se precisa de uns laços ou bolinhas diferentes. Já bota isso pra fora hoje e da uma avaliada. Se precisar comprar, coloca na listinha de “compras de final de ano” e já compra junto com os presentes que eu citei lá em cima.

 

Dica de ouro

Final de ano batendo na porta e a gente pensa: “caramba, ainda não coloquei algumas partes da minha casa em ordem”. Por isso eu quero sugerir que você organize uma parte importante da sua casa pra esse final de ano. A despensa!

Seja ela pequena ou grande, você vai precisar dela pra fazer os quitutes do Natal e do Ano Novo, então nada melhor do que deixar ela organizadinha pra não gastar dinheiro à toa comprando comida repetida ou deixando estragar alguma coisa lá dentro.

Dá uma olhada geral nas validades das comidas que estão na sua despensa. Tenha uma lista de supermercado como base, pra você poder anotar o que você usa e o que está faltando comprar (não vá pro supermercado com fome ou sem lista, o estrago pode ser grande!).

Agrupe todas as comidas por tipo, como se faz no supermercado mesmo. Enlatados todos juntos, doces, salgados, biscoitos e por aí vai.

 

Checklist do que fazer pro Natal

  1. Se você já comprou os presentes, é hora de embrulhar eles bem bonitinhos. Mas se você quiser fazer algo diferente (eu adoro!!) seguem algumas sugestões:
  • Usar fronhas coloridas pra embrulhar o presente (bem diferente né?)
  • Usar folha de jornal e amarrar com uma cordinha ou fitinha de juta (bem rústico)
  • Definiram se vão fazer algum tipo de amigo secreto? O espírito de renovação e de família reunida 🙂

Aqui em casa fazemos o “Amigo olhudo”, conhece? É uma brincadeira que surgiu há alguns anos aqui em casa onde não há sorteio. Cada um traz um presente bem genérico (que sirva pra homens e mulheres, de preferência). Pode ser bom ou ruim, estipulamos sempre um valor em torno de R$ 50,00, mas vale o que você e sua família preferirem.

No dia do Natal, todos trazem seus presentes embrulhados e colocam em cima da mesa. Sorteamos na hora um nome, que pode escolher um presente qualquer e deve abrir para todos verem. O próximo sorteado pode escolher se quer roubar o presente dos anteriores ou abrir um novo presentes da mesa.

E assim vamos noite à dentro, um roubando presente do outro. O mais engraçado é que, às vezes a pessoa escolhe um presente muito ruim e à partir daí ela fica fazendo propaganda para que outras pessoas roubem o presente dela, assim ela pode escolher um novo presente.

  1. Dê aquela conferida na louça que você vai usar pro Natal. Dá pra usar a louça que você tem e todo mundo ter seu pratinho e copo? Ou você terá que providenciar mais um pouco?

Sugestão: você não precisa comprar e guardar isso na sua casa até o Natal que vem. Esses dias descobri que alugar esse tipo de louça vale bem à pena. Confere também a parte de guardanapos e jogo americano (caso você use).

  1. Cardápio – se você já definiu que cada um trará uma coisa OU mesmo se você decidiu que você compra tudo e a família divide o valor, defina o cardápio.

Sim, porque mesmo que cada um vá trazer um prato, combine com as pessoas pra que tragam coisas diferentes. Senão ficam 3 pratos de arroz na mesa e não tem uma pratinho com rabanada. Isso é o fim! Hahaha

Não esqueça de pensar em como gelar as bebidas, no Brasil o Natal é em uma época muito quente e esse costuma ser um “calcanhar de aquiles” das festas familiares.

As sobremesas podem ser feitas em potinhos individuais, assim você evita desperdício no dia seguinte.

  1. Há alguma tradição na sua família? Talvez se vestirem de Papai Noel para as crianças (é bom já ver quem fará esse papel do bom velhinho).

Sua família costuma fazer algum tipo de prece ou escutar algumas músicas? Aqui em casa acontecem as duas coisas.

Já preparo com antecedência algumas frases bem legais que lembram o motivo pelo qual estamos ali. Cada um lê uma frase e depois fazemos uma oração pra agradecer o ano que tivemos, a família reunida e a comida na mesa. Independente de sua religião, acredito que agradecer é sempre bem-vindo!

  1. Pense nas crianças: se houverem crianças na festa, lembre sempre que há toda uma tradição envolvida e mais, elas ficam cansadas enquanto nós queremos conversar até tarde. Disponibiliza uns papéis e lápis de cor, um filminho que elas gostem, músicas etc… Elas tem que estar entretidas pra também curtirem essa festa.
  2. No dia: deixe disponível na área da festa muito guardanapo, palitos, balde com gelo e copos.

Dica de ouro

Não esqueça que ao montar a árvore o ideal é que você guarde as embalagens que facilitam guardar isso tudo depois. A gente se empolga pra montar e muitas vezes esquece que isso depois tem que ir pro armário. Então garanta que essas embalagens estão intactas pra que você guarde tudo de maneira organizada pra não se estressar no ano que vem.

Vixiii… Já jogou fora? Então vai separando as caixas de ovo limpas ou aquelas caixas de acrílico de bombom (pra guardar pequenos enfeites e bolinhas), guarda também aquele rolinho de papelão que sobra do papel toalha da rabanada.

Nesse rolinho você vai enrolar o pisca-pisca pra não ter preocupação com o ano seguinte. Viu? Dá pra se organizar sem gastar 😉

Checklist com 5 dicas para receber bem os hóspedes

 

  • Se possível, deixe a pessoa em um quarto sozinha (ou com a família dela, se for o caso). Por exemplo, coloque seus filhos para dormir em um quarto só ou deixe seu escritório pra que a(s) pessoa(s) se sinta (m) mais à vontade;
  • Coloque no quarto tudo que o hóspede pode precisar: toalhas limpas, escovas de dentes novas, sabonete, jogo de cama, colchonete (se for o caso) e uma coberta. Verifique se o quarto está em boas condições. Deixe-o limpo e verifique se há lâmpadas queimadas, por exemplo;
  • Mostre o quarto que ele vai ficar e indique onde tem tudo. Mostre o banheiro, ensine a pessoa ligar televisão, ar condicionado ou ventilador. Deixe-o à vontade pra pegar água na geladeira;
  • Se a pessoa for passar mais do que um final de semana, separe um pedaço do armário do quarto para que eles acomodem melhor suas roupas e deixe também uma cópia das chaves da casa pra ela se sentir à vontade pra fazer um passeio e voltar no horário dela;
  • Se possível, deixe uma moringa ou garrafinha com água no quarto do hóspede, assim ele evita ir à cozinha, pois normalmente as pessoas ficam com vergonha na casa dos outros.

 

Quantidade ideal de comidas e bebidas

Levando em conta a preferência dos seus convidados (e se a galera gosta mais de um tipo de comida, aumente 20% desse tipo preferido)

 

Comida

Tortas, quiches ou massas – 200g por pessoa

Saladas – 150 g por pessoa

Carnes e pratos principais – 250 g por pessoa

Acompanhamentos – 100 g de cada por pessoa

Sobremesas – se tiver uma opção só = 150 g por pessoa

Se houver mais de uma opção = 120 g por pessoa

 

Bebida

Água – 200 ml por pessoa

Refrigerante e/ou suco – 400 ml por pessoa

Espumante – 1 garrafa serve de 3 à 4 pessoas em média

Vinho – 1 garrafa serve em média 3 pessoas

 

 

Dicas pra mala de viagem

  • Escolha uma boa mala: parece óbvio, mas escolha uma mala do estilo “tudo de bom”! Aquela que é espaçosa, mas leve. Com rodinhas de boa qualidade, compartimentos que realmente facilitam a vida, com uma alça resistente. E claro, do tamanho adequado ao período que vc vai ficar viajando.
  • Pense na sua agenda: mais uma dica que todo mundo acha óbvio, maaas eu já presenciei um monte de gente não se questionando porque tava levando uma havaianas pra uma viagem de inverno ou não tinha uma roupa que cubra o corpo para visitar igrejas, enfim, coisas do tipo. Então considere tudo o que você pretende fazer, se terá compromissos formais, qual clima, se vai passar calor, frio, etc.
  • Seleção: todos os itens e peças que você estiver considerando levar, tem que se encaixar em uma ocasião da programação que você definiu antes, beleza? E ainda não é o momento de por na mala. Você vai colocar tudo visível (preferencialmente na cama, pra sua coluna não doer).
  • Triagem: nesse ponto, você provavelmente separou mais coisas do que vai levar de fato. Agora é hora de abrir mão, então seja bem sincera e generosa haha. Pra te ajudar, dê preferência pras peças neutras, pros tecidos que não amassam, que não sujam com facilidade e que são versáteis em combinações entre si.
  • Acessórios: não sou muito de usar pulseiras, relógios, mas numa viagem, é impressionante o que um lenço, maxi colar ou óculos podem fazer por nós…
  • Dobras em arquivo: Acredite, como Personal Organizer posso dizer que já testei de todas as dobras nessa vida e as em arquivo são as melhores no quesito economia de espaço x praticidade, porque te permitem visualizar tudo, e sem fazer muita bagunça. Usou, devolveu! As exceções são para peças mais grossas, de lã, e suéteres, blazers, que recomendo que se mantenha esticadinhos.
  • Otimize e reorganize: existem espaços na mala que a gente simplesmente ignora… Já reparou que dentro do tênis você pode colocar meias, por exemplo? E ao invés de enrolar um cinto, contornar as paredes da mala com ele? E sempre considere ir usando no corpo o item mais volumoso (isso é dica de ouro pros sapatos!)
  • Proteção: evite sujeira e dor de cabeça desnecessária e não economize embalando seus sapatos, seus cosméticos e a própria mala com capas protetoras.
  • Versões mini: pra que levar um shampoo de 700ml se você vai lavar o cabelo três vezes só? Agora é o momento de usar as versões reduzidas de tudo o que puder!
  • Não fique no limite: eu recomendo sempre um espaço extra na mala, não só pra caso vc comprar algo, mas porque talvez vc não irá se dedicar com tanto afinco a fazer dobras incríveis e justinhas na volta de viagem, e isso pode afetar o fechamento.

Dica de Ouro

Essa é importantíssima, hein! Leve ecobags ou qualquer tipo de sacola dobrável e coloque estendida na mala! Isso te poupa ter que pressionar sua mala pra fechar caso compre algo e também contribui durante sua viagem, já que você pode usar e reutilizar pra carregar algo extra que não caberia na bolsa… E o planeta agradece 🙂

 

Checklist da casa pra viajar sem stress

1) Suspenda assinaturas temporariamente: é importante principalmente se você mora em uma casa, pois aqueles jornais amontoados na porta de casa mostram que não há ninguém em casa e pode abrir brecha pra pessoas de má fé;

2) Avisar o cartão de crédito: dica ainda mais imprescindível se você for para o exterior, pois qualquer gasto diferente do normal bloqueia o cartão para futuras compras, então avise o período da viagem e região;

3) Pagamentos de contas: verifique se há contas que vão vencer durante sua ausência. Deixe os pagamentos programados pela internet ou com alguém de sua confiança;

4) Chaves da casa: deixe uma cópia das chaves de sua casa com alguém da família, vizinho ou amigo que vai estar na cidade. Durante sua ausência pode ocorrer imprevistos e sua casa precisa estar parcialmente acessível, com alguém de confiança, claro.

5) Carro: se for ficar muito tempo fora, peça para alguém ligar seu carro 1 vez por semana para que sua bateria não vá embora (acredite, eu já passei por isso por não entender nada de carros hahaha);

6) Cachorros e plantas: se não for levar o cachorro, planeje onde vai deixá-lo e quem vai cuidar de suas plantas. Hotéis de cachorros (ou familiares… hahaha) são ótimas opções. Quanto as plantas, você pode combinar com uma vizinha para molhá-las de vez em quando;

7) Casa: desligue os eletrônicos da tomada para evitar que uma eventual falta de luz queime seus aparelhos, feche o registro de gás e água para evitar vazamentos, feche os ralos dos banheiros (principalmente se você tem asco de barata, por favor!!) e coloque um pano embaixo das portas para que não entrem bichos, esvazie a geladeira de itens que possam estragar (a despensa também, distribua para a família!) e jogue todo o lixo da casa fora.

 

Definindo planos e metas para o ano novo

Aproveita esse momento de “cuca fresca”, de final de ano, pra fazer aquele tradicional balanço do que foi bom, do que não foi tanto assim…

E coloque isso literalmente no papel pra visualizar esse comparativo.

Depois, eu recomendo suuuper que você trace sonhos e metas reais pro seu ano.

Seja sincero com você e defina sonhos realmente seus, e não o que outras pessoas esperam de você. Afinal, você não precisa agradar ninguém menos que a você mesmo! Certo?

Por isso, sonhe grande, tenha metas poderosas, mas divida tudo isso em objetivos menores e de curto prazo, que eu chamo de “mini metas”.

Ou seja, evita colocar frases tipo “ter saúde”, pois é algo muito vago, incerto.

Se seu grande objetivo é ter mais saúde, estabeleça uma mini meta: fazer refeições com salada ao menos 4x por semana. Depois, outra mini meta: fazer caminhadas às terças e quintas. E mais outra: fazer check up geral de exames em fevereiro e setembro…

Enfim, percebeu que a meta fica muito mais real?

 

Priscila Sabóia

Sobre Priscila Sabóia

Priscila Sabóia, Personal Organizer Sou organizada desde pequenininha, blogueira, empreendedora, mãe de cachorro, casada e moro no Rio de Janeiro, Brasil.

Comentários

comentários