Casa sustentável: será “coisa do futuro”?

Hoje vamos falar sobre um assunto delicado e do qual você já deve ter ouvido muito sobre: conservação do meio ambiente. Esse é um tema sempre em alta, sabemos da sua importância, mas será que realmente fazemos algo em prol do ambiente?

Para isso não é necessário fazer parte de alguma instituição ou dispor de altos investimentos. Apenas algumas pequenas atitudes e mudanças dentro de sua casa já fazem a diferença. Além de serem simples de adotar, ainda te ajudarão a economizar nas contas do fim do mês e a evitar contratempos domésticos como desentupir pia, por exemplo. Então separamos algumas dicas de como tornar seu lar mais sustentável e amigo do ambiente.

Muitas vezes é mais fácil do que a gente imagina: eu, por exemplo, moro em um condomínio que é todo construído em Drywall, que pelo que eu entendo, gera muito menos resíduos e entulhos de obra, é uma construção mais barata e rápida, além de ter paredes com isolamento acústico e de temperatura. Logo, isso economiza luz e consequentemente água. 

Também já morei em um condomínio que todos os moradores separavam o seu lixo e, tudo que era reciclável, era vendido para uma empresa de reciclagem. Aquele dinheiro gerado com a venda era o suficiente para comprar todo o material de limpeza do condomínio, sem precisar acrescentar isso no valor de condomínio que pagávamos. 

Recicle seu lixo

Muitos bairros hoje já possuem a coleta de recicláveis, mas se não houver, você pode levá-los para o ponto de coleta mais próximo de sua casa. Separe o lixo entre orgânico, comum e reciclável. No último, faça mais uma triagem de acordo com o tipo de material: papel, plástico, vidro e metal. Você também pode reaproveitar os restos de comida para fazer compostagem, isto é, utilizar as sobras de alimentos e partes que geralmente descartamos – cascas de frutas, legumes e talos de verdura – como matéria orgânica para adubar a terra de seu jardim ou hortinha.

Por isso, não desperdice os restos de comida jogando-os na pia, o que também pode entupi-la. Limpe o prato antes de lavar e jamais descarte óleo neste local, pois também pode causar um entupimento enchendo o cano de gordura – pode encontrar orientações de como desentupir pia na Cleanipedia, caso aconteça. O óleo polui a água e atrapalha no tratamento do esgoto, por isso separe-o em um recipiente e leve-o para um local específico de descarte.

lixeira-de-coleta-seletiva-plastico-4-tampas-13799-MLB199859098_2530-O

Evite desperdício de água

Um dos principais pontos para se considerar dentro de casa é o gasto de água – esse bem está cada vez mais escasso no mundo, então deve ser usado de forma consciente. Por isso, diminua o tempo dos banhos, não escove os dentes com a torneira ligada, evite lavar a calçada e o carro com a mangueira – utilize vassoura e baldes no lugar – e encha as máquinas de lavar roupa e louça o máximo que puder a cada ciclo, para evitar muitas lavagens e, consequentemente, um gasto excessivo de água.

Procure por vazamentos pela casa e conserte qualquer pia pingando, por mais que pareça pouco, se recorrente pode significar litros de água indo diretamente para o ralo. Considere investir também em um sistema de captação de água da chuva e de descargas inteligentes que liberam menos água por ciclo. Apenas tomando essas medidas já ajudará bastante e verá isso refletido na sua conta de água!

Aproveite a luz do sol

Se estiver construindo ou for reformar sua casa, prefira janelas maiores para aproveitar ao máximo a luz natural – o que, além de economizar energia, ainda colabora para uma melhor ventilação do ambiente. Você ainda pode investir em luzes que aproveitam a energia do sol para carregar, pois elas podem não ser as opções mais baratas, mas o custo benefício valerá a pena, já que terá uma boa economia na conta de luz dali em diante!

Há ainda a opção da instalação de painéis de captação da energia solar, alternativas interessantes e que estão se tornando cada vez mais acessíveis para gerar eletricidade e aquecimento da água através de uma fonte renovável. Quanto às lâmpadas, dê preferência às fluorescentes ou de LED, pois são mais econômicas.

Reutilize

A palavra de ordem aqui é reaproveitar, isso vale para tudo, tanto materiais, como objetos: papéis, garrafas, potes, roupas, móveis. Às vezes gastamos com coisas desnecessárias, que já temos dentro de casa: as garrafinhas de vidro podem virar itens de decoração ou vasinhos de flor, já pedaços de pano velhos podem virar uma colcha de retalhos, ou ser usados para encapar cadernos, almofadas, cabides e assim por diante.

vasos-flores16

Compre bens com boa eficiência energética

Prefira eletrodomésticos de consumo eficiente de energia. Eles são ranqueados em uma faixa entre A-G pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (selo Procel), sendo o primeiro um nível alto de eficiência e o último sinónimo de grande consumo de energia.

Mesmo assim, não abuse de seu uso, evite manter o computador na tomada a noite inteira, por exemplo, nem deixe luzes acesas quando não está no ambiente. Também evite ficar abrindo a geladeira toda hora para pensar no que quer comer.

Com essas dicas vai conseguir ajudar mais um pouco o ambiente – são mudanças pequenas e simples, que a longo prazo farão toda a diferença!

 

Comentários

comentários