Você está esperando um sinal?

[uma confissão honesta para você…]

Por um bom tempo eu vivi sem saber o que eu queria fazer da minha vida.

Deixei a vida me levar e com isso passei pelos mais diversos empregos.

Estava na faculdade, e precisava trabalhar pra pagar meu estudo.

O ano era 2011, e eu era uma mulher cheia de ideias, crescendo numa empresa, tinha uma carreira estável e promissora.

Mas eu não estava feliz.

Não tinha vontade de levantar da cama de manhã pra ir trabalhar.

Quando eu pensava em sentar na frente daquele computador, a vontade de chorar vinha. Dava muita inquietação, angústia.

Já aconteceu isso com você? Você já se sentiu assim?

E eu já havia trocado tanto de emprego (sempre insatisfeita) e escutado de todo mundo que “eu não sabia o que queria da vida”, que naquele momento parecia uma obrigação ficar e ter que suportar aquilo.

“Crescer” ali e provar pra mim e pra todo mundo que eu podia “ser normal”.

Mas chega uma hora que a gente não aguenta mais e aconteceu comigo…

CHEGA. Não é possível que não haja uma solução.

Comecei a colocar a cabecinha pra funcionar, estudar as possibilidades.

Vi que talvez aquilo que eu escutava de “trabalhar com o que se ama” pudesse fazer algum sentido na minha vida.

Não tinha a menor ideia do que fazer com as minhas habilidades.

Então pedi para o universo um sinal. Com muita fé, e ele foi generoso comigo.

Recebi esse sinal em forma de sonho.

Sonhei que trabalhava como Personal Organizer e que ajudava as pessoas com essa minha habilidade.

Mas juro que nunca imaginei chegar onde estou…

Isso porque naquela época, há mais ou menos 7 anos, dei um passo rumo à conhecer algo que poderia ser uma nova profissão.

Fiz um curso pensando: “Ah, no mínimo eu vou usar na minha casa, né?”

No fundo, eu sabia o caminho que eu tinha que seguir…

É que tem o tal do MEDO, que pode paralisar a gente.

Medo do desconhecido, de sair da nossa zona de conforto e segurança.

Aprendi que é inevitável ter medo… Coragem não é ausência do medo.

É ir e encarar, mesmo acompanhada dele.

Escrevi trechos desse texto há algum tempo atrás, em um hotel nos EUA, enquanto aguardava uma palestra na maior conferência internacional de profissionais de organização. Sim, isso existe!

Essa profissão é muito maior do que você possa imaginar e só essa conferência agrupa cerca de 500 profissionais do mundo inteiro, que passam 4 dias aprendendo e trocando informações.

Quando vi os primeiros programas de organização dos Estados Unidos, lá nesse passado, eu nunca imaginaria ser reconhecida assim, como uma profissional referência no Brasil. Isso era algo impensável… E aconteceu!

E por que eu resolvi compartilhar isso com você?

Por que você pode estar sentindo a mesma coisa que eu sentia, estar no mesmo momento que eu estava. Indecisa, com medo… sem saber se iria dar certo.

Pode ser que você esteja esperando um sinal!

Não tenho a petulância de dizer que eu sou esse sinal.

Mas eu acredito que quando a gente pede um sinal, a gente RECEBE.

E quando você pede, é importante ficar com olhos e ouvidos atentos.

Pra fechar, quero te propor uma reflexão:

“Se esse fosse o último dia da sua vida, você estaria fazendo o que faz hoje?”

Se a sua resposta foi não, está na hora de tomar uma atitude!

Se você já tem esse sentimento, de que precisa mudar, precisa agir, a organização pode mudar a sua vida e sua trajetória.

Pra melhor! Não há porque temer…

Assista esse VÍDEO!

…e descubra como a organização pode transformar a sua vida!

Aproveita enquanto é tempo. Tempo de se dar um presente, de se dar uma oportunidade, uma nova possibilidade.

Vem pro Método Reorganize: eu estou estendendo minha mão e vamos trilhar um caminho de felicidade, propósito e realização.  

✨#OrganizarTransforma✨

Um grande beijo!

Priscila Sabóia

P.S.: Sempre acreditei que tudo aconteceu comigo no tempo certo. Mas, pensando bem, eu gostaria de ter recebido um recado assim quando eu estava perdida, iria me sentir acolhida. Por isso, faço isso com você, porque sei da importância disso…

Comentários

comentários