Dica e resenha de livro –> Vida Organizada, de Thais Godinho.

Pra começar, gostaria de falar sobre a Thais Godinho, autora do livro e do blog Vida Organizada. Gostaria de deixar registrado aqui que ela foi uma das minhas inspirações pra começar o blog e até mesmo para ser Personal Organizer. Acompanho ela à bastante tempo e adoro a linha dela falando mais sobre produtividade, prioridades e organização. E o livro vem bem por essa linha mesmo…

vida organizada

Uma segunda observação, antes de começar uma pequena resenha sobre o livro: ouvi alguém dizer esses dias que o livro dela era melhor que o da Marie Kondo (A mágica da arrumação). Bom, eu amei os dois e achei os dois bem diferentes! Cada um tem um foco e os dois até se complementam. Marie Kondo fala de organização da casa e energia e Thais Godinho fala sobre prioridades, planejamento da organização da sua vida e da sua casa.

Bom, observações à parte, vamos ver o que tem de mais interessante no livro:

  1. Ser organizado faz bem! – Algumas coisas boas que vem com a organização: O espaço da sua casa é aproveitado; você não perde tempo procurando coisas; você não fica estressado; você nunca mais comprará um objeto que já tinha em casa; além disso também aproveitará melhor as coisas que já tem; você não compra o que não precisa; suas coisas duram mais tempo; você é feliz com sua casa; você faz doações regulares; você consegue dar atenção aos seus filhos; suas metas são atingidas; você vive uma vida coerente com seus objetivos; você aprende a não reclamar do tempo; sua mente está tranquila e você não se estressa tanto.
  2. No primeiro capítulo existem dicas para saber por onde começar quando tudo está um caos! rsrs Adorei o título! Porque é isso mesmo, quando a casa e a vida estão um caos, não sabemos por onde começar e parece que nunca vai ter fim, então vamos lá: primeiro você tem que entender que não é possível e nem humano fazer tudo de uma vez só. A dica mais importante é: “ser organizado é um hábito, e como todos os hábitos, é preciso começar sem expectativas muito altas e ir desenvolvendo devagar, até finalmente alcançar aquilo que consideramos o ideal, ou ao menos chegar mais próximo disso.”- palavras da própria Thaís. E qual é o cenário ideal? Depende de você, depende da sua família, depende do que você QUER. Utilize a FUNCIONALIDADE como uma palavra de ordem na sua casa. Coloque no papel como seria o seu dia-a-0dia ideal e tente chegar o mais próximo possível disso.
  3. Não é fácil, mas e POSSÍVEL!
  4. No segundo capítulo, Thaís fala sobre como alcançar nossos objetivos. Fala sobre objetivos de curto, médio e longo prazo.
  5. Já no terceiro capítulo vem a parte do destralhar! Adoro!! Destralhar é uma palavra que utilizamos para aquele momento em que você começa a caçar tralhas pela casa. Sabe tralha? Aquilo que você não sabe pro que serve mas guardava mesmo assim, aquilo que você não usa nunca, que não condiz com a sua vida, que você acha que vai precisar um dia (e não vai, afinal já está guardado há anos!!), etc… Isso é tralha! Essas coisas enchem sua casa de “energia parada”, porque são coisas que você não usa, espaço que você perde e não utiliza e ainda dá mais trabalho pra limpar, porque fica tudo entulhado em algum lugar da casa.
  6. No quarto capítulo vem a parte de criar rotinas! tão importante quanto organizar, pois como a Thaís falou o  início do livro, organização é um hábito e o hábito precisa de rotina para continuar. Mas não pense na rotina como uma coisa chata, ela vai te trazer tantos benefícios que você não vai sentir que é chato, você vai até gostar no final. 😉 E no livro existem várias planilhas e checklists pra você montar sua rotina. Logo depois, no quinto capítulo, vem uma parte sobre agenda, que também faz parte da organização da rotina, mas existem algumas informações importantes como: “Controle um pouco o nível de informações que chegam até você”. Dica super importante nesse mundo que vivemos hoje, tão cheio de informações.
  7. Capítulo 6 – Casa em ordem, mente sã! – nunca vi uma frase que refletisse tanto o que sentimos após a organização da casa. “Nossa casa é o nosso templo”. Pense nisso quando estiver organizando sua casa…
  8. No próximo capítulo há dicas de como destralhar a sua checklist de trabalho, uma coisa que nos toma muuuito tempo.
  9. E no último capítulo, algumas dicas pra simplificar sua rotina e começar já!

Existem várias listas e checklists no livro, que você deve preencher e com isso encontrar as suas prioridades, encontrar o que gostaria de mudar na sua vida e como pode fazer isso com a organização, descobre como criar um cronograma semanal e por onde começar. Ela fala bastante obre rotina, e eu acho essa uma das partes mais importantes da organização. 😉

Nesse livro a parte de planejamento e organização é a chave de tudo! A autora diz que com essas duas palavrinhas mágicas, você consegue fazer planos (de curto, médio e longo prazo) e consegue cumpri-los. Como a vida e rotina mudam, devemos sempre rever nossos planos e metas, afim de adaptá-los à nossa atual realidade.

como-organizar-as-contas

Ela também fala sobre uma coisa muito importante que priorizar o que é importante na nossa vida. A organização traz tempo pra você dar atenção pra quem você ama e tempo para você fazer coisas realmente necessárias e que você gosta.

Uma frase que ela usou uma vez em um post e que é bem impactante é: “Talvez eu morra hoje”. Pense nisso! O que você mudaria na sua vida?