Doação – desapego de roupas e objetos

O desapego é uma arte. Você começa a entender que  não precisa de certas coisas ou, pelo menos, que não dá para guardar em casa tudo o que gostaria, mas sim o que realmente utiliza.

Costumo utilizar o termo: Para entrar um, tem que sair um!

Ou seja, se você comprou vestidos novos, que tal doar alguns para quem precisa? Ou até mesmo vendê-los em um bazar?

No post de hoje eu dou algumas dicas para você se desapegar, mas se achar que ainda não é a hora, vá com calma! Tudo tem seu tempo!

armário bagunçado

Esse é um tema difícil para muitas pessoas. Estou falando do desapego de TUDO. Não só de roupas que você não usa mais, mas também daquela máquina fotográfica de 1975 que seu pai usava e que você resolveu guardar em algum cantinho da sua casa, ou ainda do enxoval completo de recém nascido do seu filho que já tem uns 20 anos.

Vale à pena guardar um item ou outro que te tragam boas lembranças, mas escolha apenas um. Aquele que é mais importante.

Por exemplo, se você gosta de lembrar a infância dos seus filhos, guarde apenas o item mais importante, como a roupinha do batizado ou até mesmo um brinquedinho que eles gostavam. Guarde fotos, que são ótimas lembranças e ocupam pouco espaço.

Pronto! Você não precisa guardar todo o enxoval do bebê, que a essa altura já deve estar amarelado, juntando poeira e atolando seu armário. Esse enxoval pode ajudar alguém que precisa. Pense nisso!

vestidinho

Pare também de guardar aquela mala de roupas que você vive tentando se convencer que vai usar quando emagrecer 15kg! Todos nós sabemos nosso limite e lá no fundo sabemos o quanto realmente podemos emagrecer, dependendo da nossa força de vontade.

Não fique se enganando dizendo que você ainda vai usar aquelas roupas de quando você tinha 15 kg à menos porque, mesmo se você emagrecer isso tudo, quando atingir seu objeto vai querer se dar de presente peças novas e mais modernas, vai querer comprar roupas da moda e aquelas peças antigas provavelmente nem serão mais de seu gosto!

“A maioria das pessoas usa apenas 20% do que possui, as outras 80% servem apenas para ocupar um espaço valioso.” (Donna Smallin)

Roupas amontoadas

Momento de desapego

Tire um dia tranquilo e experimente tudo que está guardado. Separe apenas as coisas que você tem certeza que ainda vai usar.

Faça isso com as roupas que você usa hoje em dia também, tire tudo do armário e experimente. Você deve ter várias coisinhas guardadas que não usa há pelo menos um ano.

Separe- as junto com as peças que acha que não vão lhe servir mais, nem no futuro.

Se por acaso houver alguma peça ou objeto que você é muito apegado e está com pena de se desfazer, guarde em uma caixa. Identifique-a por fora, escrevendo tudo que consta ali dentro. Guarde-a por 1 ano. Se você não tocar nas coisas que estavam ali dentro, doe a caixa inteira! 😉

Ainda uso isso?

Decida o que vai fazer com cada uma: vender, doar ou dar para algum conhecido.

Você vai ver como vai se sentir melhor e como seu armário terá mais espaço para que entrem coisas novas.

Isso faz parte de um ciclo: dar para receber!

Quando você desapega percebe que não depende de nenhum bem material para ser feliz! 🙂

 

  2Comentários

  1. Ingrid   •  

    Pri, essa é a parte mais difícil p/mim… Tenho q ver a roupa entulhada uns 4 anos no guarda-roupa p/ me convencer de fato q não vou usar… :/
    Estou adiando uma arrumação, assim q fizer te conto como fui em matéria de desapego…rsrsrs
    bjocas

    • priscilasaboia   •     Autor

      Pois é Ingrid, sei que essa parte é muito difícil, principalmente pra quem não costuma fazer a “limpa” no armário. Por isso, comece aos poucos, depois que você faz a primeira vez, você vai ver que as próximas são bem mais fáceis. Você vai começando a entender que não precisa de várias coisas e tem que um limite de espaço físico, por isso, precisa tirar coisas para colocar mais coisas novas…

      Beijos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *