Produtividade e Organização nas empresas tem tudo à ver!

Ultimamente tem se falado muito em como a produtividade e a organização tem tudo à ver. Essa dupla, quando bem exercida, pode mudar a sua vida inteira pra melhor. Fazer você render mais, fazer com que você tenha tempo pra coisas realmente importantes e que valem cada centavo e minuto de nossa vida, e aí cada um tem os seus: família, filhos, pais, descanso, férias, etc…

Até aí tudo bem! Cada dia mais vejo as pessoas se interessando pelo assunto, indo em busca do melhor de si, da alta perfomance e da auto performance, e indo em busca principalmente de como colocar isso em prática nesse nosso mundo tão maluco e acelerado. Ok, e o que as empresas tem à ver com isso?

Vou explicar…

O que me causa estranheza é que a empresas (que provavelmente dão empregos pra maioria dessas pessoas, interessadas em melhorar por si só) não vêem isso. Elas dizem em seus processos seletivos que procuram pessoas assim: que tenham foco e produtividade mas, por outro lado, não vemos muitas empresas investindo nisso para que seus funcionários entendam o quanto isso é importante para as suas vidas, para o seu trabalho e até para a sua família.

Cada vez mais, nós Personal Organizers, somos chamadas por empresas que querem entender melhor como a organização e a produtividade podem melhorar a empresa como um todo. Na maioria das vezes, vemos que esses planos relacionados à “organização” são deixados em segundo plano, afinal são metas para bater, conferências e planilhas para apresentar, resultados e mais resultados…enfim, um dia-a-dia muito corrido. E não estou falando isso da boca pra fora não, porque já estive do outro lado, trabalhando em empresas grandes, com demandas infinitas e também nessa parte de recrutamento. 

reuniao chata

O que as empresas ainda não entenderam (pelo menos a maioria) é que na verdade a organização deveria vir em primeiro plano. O que mais vemos é: empresas que implementam algum tipo de organização crescendo e empresas que não ligam pra isso, estagnam. Elas estão preocupadas com o produto que vendem e não com as pessoas que o vendem, e aí é que está o erro.

Quando uma empresa implementa a organização de uma maneira leve na empresa, as pessoas entendem como ser mais produtivas e menos ocupadas. Breve resumo: hoje em dia ser “ocupado”é glamuroso. Dizer que fica até tarde no trabalho, que trabalha demais e etc…é lindo, faz as pessoas acharem que você é demais. Não tem nada demais nisso! A graça está justamente no oposto, está em você ser produtivo ao ponto de fazer todas as tarefas que devem ser cumpridas dentro do seu horário de trabalho. Salvo raríssimas exceções.

Na antiga empresa onde eu trabalhava tinha uma gerente que as 18h estava com sua bolsa em mãos dando tchau pra todo mundo. O setor dela batia meta todo mês e eu nunca a vi no Facebook em horário de trabalho. Ela sempre dizia: “Quem fica depois do horário é porque é incompetente. Seu trabalho deve ser feito de 9h as 18h.”. Hoje, vejo que ela tem toda razão.

Não me levem à mal, mas se você analisar FRIAMENTE vai ver que usamos muito mal o nosso tempo. E as empresas, aquelas que querem os funcionários perfeitos e seguidores (tipo funcionário Apple) deveriam ser as primeiras à ver isso.

Sabe o que acontece quando elas não vêem? Alguns funcionários, que poderiam ser brilhantes naquela empresa, simplesmente se sentem desvalorizados e começam a buscar por si só a alta performance. Buscam tanto a alta performance que em sua maioria, largam esses empregos, pois vêem que podem muito mais!!

Abram o olho empresas…

trabalho feliz

 

Texto interessante para ler sobre o assunto: http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/foco-e-produtividade/88468/

Aliás, em breve, vou falar sobre trabalhar com o que se ama…