A roupa certa para cada tipo de corpo

A organização do seu armário deve passar sempre por uma avaliação das roupas que você veste. Na hora que organizamos (ou reorganizamos) o nosso armário, chegamos à conclusão, por exemplo, se estamos comprando as roupas certas pro nosso tipo de corpo e estilo de vida.

Quando vemos que, após 6 meses por exemplo, temos várias peças no armário que não usamos, que não caem bem com nada, que toda vez que eu tento usar nada combina, talvez a gente esteja comprando errado. Isso mesmo…muitas vezes a gente vê uma peça na atriz da novela das 20h e acha que vai ficar incrível na gente (oi? alguém me chamou?) mas esquece que o nosso corpo pode não combinar com aquele tipo de roupa. Então, resolvi dividir com vocês essa matéria da Revista Marie Claire onde eles fizeram uma análise de vários tipo de corpo e as roupas que valorizam cada um. Confira aqui embaixo!

____________________________________________________________________

Normalmente, ao vestir uma peça ou outra, conseguimos encontrar aquilo que mais funciona com o nosso formato de corpo. E pouco a pouco elegemos alguns modelos queridinhos para a vida toda. Pensando em encurtar esse longo caminho até as descobertas, reunimos os principais outfits que mais funcionam com cada tipo de silhueta. Encontre os seus:

AMPULHETA

ampulheta

Este shape diz respeito a um corpo cheio de curvas e dotado de uma cinturinha fina.

Aposte em…
– Casacos acinturados: investir nos modelos que levam cinto é a maneira mais simples de marcar e valorizar a cintura.

– Top cropped: uma blusa mais curtinha aliada a uma saia lápis é o look perfeito para deixar mulheres curvilíneas ainda mais atraentes.

– Saia lápis: além de acentuar as curvas, o modelo ajuda a suavizar a grossura das coxas.

– Vestido envelope: o decote em “V” alonga o colo, enquanto a amarração na cintura destaca as curvas.

– Cintos: eles funcionam como garantia de que toda calça realmente vai se encaixar perfeitamente na sua cintura.

MAÇÃ

maca

Trata-se do corpo que acumula mais gordura na região abdominal e mantém pernas e tronco mais estreitos.

Aposte em…
– Casaco estruturado: os ombros marcados e o corte reto faz com que a região abdominal seja sutilmente disfarçada.

– Batas: o comprimento soltinho evita que a cintura mais larguinha seja enfatizada.

– Calças retas: a modelagem clássica impede que as pernas mais finas contrastem com o volume superior.

– Saia rodada de cintura alta: a cintura pode ser ajustada na região mais fina do dorso, enquanto o comprimento mais amplo cai sobre o abdômen, cobrindo o volume da região.

– Shift dress: o modelo reto, mais soltinho e sem manga é o ideal para desviar a atenção para os braços e pernas, enquanto a circunferência abdominal permanece  discreta.

 

RETANGULAR

retangular

Considere um corpo em que ombros, cintura e quadril possuem proporções semelhantes.

Aposte em…
– Top de babados: blusas com babados na região do busto criam a ilusão de que o busto é mais largo e a cintura fininha.

– Jaqueta cropped com top listrado: o comprimento curtinho do casaco transfere o olhar para a região superior, enquanto a blusa listrada usada por baixo proporciona uma impressão mais alongada horizontalmente.

Minissaia: um modelo mais justinho vai enfatizar qualquer curva que você tenha e o comprimento curto deixará à mostra as longas pernas, criando um jogo de proporção agradável.

– Vestido com recorte lateral: detalhes vazados nas laterais da peça e na altura da cintura fazem qualquer mulher parecer mais curvilínea em instantes.

– Calças afuniladas: a barra mais justinha e o volume solto no quadril permitem que um jogo de proporção seja criado sem grandes truques.

 

PÊRA

pera

É o shape que concentra volume no quadril, muito comum entre as brasileiras.

Aposte em…
– Vestido sem mangas e acinturados: os modelos que deixam os ombros à mostra transferem a atenção para o colo, enquanto o ajuste na cintura permite uma silhueta mais slim. Deixe a saia mais soltinha cair sobre os quadris e suavize a proporção generosa.

– Jaqueta estruturada: o volume na região do ombro faz com que a parte inferior do corpo pareça menor.

– Saia em corte “A”: se a ideia é valorizar o quadril, este modelo é perfeito. Ele marca a região mais afunilada da cintura e deixa em evidência o volume que vem logo abaixo.

– Top bordado: estampas ou aplicações são ótimas para focar a atenção no tronco, região mais enxuta do corpo. Ressalte o efeito, arrematando o look com saias ou calças sem adornos.

– Calça boca de sino: além de desviar os olhos do quadril, o volume da barra faz com que a região inferior do corpo pareça completamente proporcional. Golpe duplo! Um salto fino ajuda ainda a alongar!